Duas Táticas de Marketing Pessoal by Donald Trump

Marketing pessoal: o que Donald Trump tem a nos ensinar?

Deixando um pouco de lado os valores, os ideais políticos e o que realmente se passa na mente mirabolante de Donald Trump convenhamos: ele sabe fazer Marketing Pessoal – bem ou mal, o fato é que deu certo!

donald_trump_marketing_pessoal_oto_alvarenga

Caras e bocas de Donald Trump

Ouvi falar de Trump há alguns anos enquanto estudava (por conta própria) investimentos lendo os livros de Robert Kiyosaki, porém só comecei a acompanhá-lo mais de perto agora, depois que venceu as prévias para presidência dos EUA, um dos cargos mais poderoso do mundo!

Em frente ao Trump International Hotel, em NY

Em frente ao Trump International Hotel, em NY

Suas declarações e postura nunca me atraíram mas sempre foram muito fortes e marcantes, demonstrando uma de suas principais características: a autenticidade.

E saber explorar essa característica, o “jeito Trump de ser”, sem medo de expor o que lhe vem à cabeça e com uma retórica direta e polêmica, com certeza atraiu a atenção (e o apoio) de muitos. Parece que “o mais do mesmo”, o “discurso engessado”, e o “politicamente correto” já não agradando tanto, e esse eu acredito ser um ponto-chave do marketing pessoal de Trump!

E quais são as táticas que podemos aprender com o novo Presidente Norte Americano?

Lição #1 – Seja você mesmo

Por muitas vezes, somos levados pelo ego e nesse sentido, ser autêntico pode resultar numa verdadeira prova de resistência. Naturalmente tememos a desaprovação pública e nesse sentido, muitas vezes tendemos a querer agradar a tudo e a todos. Veja por exemplo o meu caso: quando comecei a gravar meus primeiros vídeos na internet (Esse foi o primeiro), eu tinha toda uma preocupação com o que pensariam a respeito, pois estava abordando exatamente conteúdos sobre marketing pessoal. Pensamentos do tipo: “será que o conteúdo está bom?” ou “minha roupa está adequada?”, ou ainda “errei essa concordância, vou gravar novamente…” eram muito comuns e estavam relacinados à aceitação, aprovação, e até medo de julgamento.

Hoje ao contrário, desencanei… falo do meu jeito, sem muitos preparativos quando vou gravar: tenho convicção de que quem fala agora é o Oto de verdade – acredito fazer parte da própria maturidade da minha identidade pessoal!

Adepto de polêmicas e de holofotes, Trump é um verdadeiro “show man” sem sem se preocupar em ser simpático. Assim como Trump, acredito que se você souber explorar seus pontos fortes com autenticidade isso vai te ajudar bastante a se destacar na multidão!

Acredito ainda que o jeito marcante de Trump ofuscou o discurso politicamente correto de Hillary Clinton, esta com discursos mais centrados, irradiando simpatia. Podemos inclusive observar uma grande evolução de oratória e linguagem corporal de Hilary (veja abaixo), porém insuficientes para ganhar o pleito:

Evolução da comunicação de Hillary Clinton, (primeiro em 1993):

Hillary Clinton, 2016:

Lição #2 – Atraia a atenção das pessoas utilizando a Polêmica

Livro de Trump: polêmica estampada na capa

Livro de Trump: polêmica estampada na capa

Está na capa do livro de Trump: “Crippled America: How to Make Amarica Great Again” (“América Aleijada: Como Tornar os EUA Grandes Novamente”). Trump é um polêmico convicto e isso conta pontos para sua visibilidade. Discutir e se posicionar de forma firme em assuntos de muita divergência é algo arriscado, mas que todos tendem a dar muita atenção, afinal de contas, quem não gosta de uma polêmica?

E como ele mesmo afirma em seu livro, trata-se de uma postura estratégica: “Sou um homem de negócios com uma marca para vender”, afirmando que às vezes faz “comentários indignantes” para dar à mídia “o que ela procura”.

Este último trecho é muito relevante para nossa análise – “dar à mídia o que ela procura” – porque sabemos que a polêmica vende, gera audiência, visibilidade –  e visibilidade é um dos pilares para quem quer se destacar!

O Republicano tem consciência que suas polêmicas ecoam e se tornam tópicos em tendência no Twitter e outras redes sociais, tornando-o o centro das atenções – tanto para aqueles que o apoiam quanto rejeitam. É a velha estratégia do “Falem bem, falem mal, mas falem de mim”.

Você não precisa ser uma pessoa polêmica, com atitudes e posições como as de Trump, mas pode usar desse artifício em sua comunicação, usando esse “gatilho mental“. Confesso ainda não ser adepto dessa tática, mas considero fortemente sua inclusão em minhas ações de marketing – e você pode fazer o mesmo!

Para você ter uma ideia, o planejador de palavras chaves do Google aponta que existem entre 100 mil a 1 milhão de buscas pelo nome de Donald Trump apenas no Brasil, em contrapartida, para o nome de Hillary existem entre 10 mil a 100 mil buscas, uma grande diferença a favor do Republicano  (veja nas imagens abaixo).

Resultados para a busca pelo nome de Donald Trump - Google

Resultados para a busca pelo nome de Donald Trump – Google (Nov16)

Resultados para a busca pelo nome de Hillary Clinton - Google

Resultados para a busca pelo nome de Hillary Clinton – Google (Nov16)

Autenticidade e polêmica: duas táticas cruciais para os resultados de Trump. E você o que acha? Concorda com essa visão? Conta pra mim, nos comentários, falando ainda se tem ou não a intenção de implementar essas ações ao seu Marketing Pessoal!

Um forte abraço,

Oto

BOX DE FERRAMENTAS GRÁTIS